Lú Morangon

“Agradeço-te, moça bonita, por cada gotícula de amor. Sou grato por todo o carinho que tem por mim e também por aquecer meus pés. Sua companhia me agrada, sua comida é deliciosa, seu corpo tem cheiro bom. Obrigado por todo o amor que você, tão bonita e tão inteligente, confia à minha pessoa, frustrada e cinza. É que meus dias de arco-íris acabaram. Não acredito mais na beleza das pessoas ou no bom-humor do destino. Minha vida acontece em preto e branco. (Você fica linda em tons de cinza). Acontece que sou egoísta. Não sei dividir meu bucolismo e tenho medo de que você venha a colorir a minha vida. Odeio canetas coloridas, roupas coloridas , vidas coloridas. Odeio a Faber Castell. Não gosto do amor. Não me suporto em cores diferentes dos tons de cinza. Então, moça bonita, não estou duvidando de você. (Engula a sua filosofia de pequeno príncipe). 

Ver o post original 31 mais palavras

Anúncios
por klawsdoher

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s